A Agricultura Inteligente (Smart Farming) representa a aplicação das modernas Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC) na agricultura, levando ao que pode ser chamado de Terceira Revolução Verde.

A Agricultura Inteligente tem um potencial real de fornecer uma produção agrícola mais produtiva e sustentável, baseada em uma abordagem mais precisa e eficiente em termos de recursos. No entanto, enquanto nos EUA possivelmente até 80% dos agricultores usam técnicas de agricultura inteligente (SFT – Smart Farming Techniques), em outros países isso não é fato. Do ponto de vista do agricultor, a Agricultura Inteligente deve fornecer um valor agregado na forma de melhor tomada de decisão ou operações e gerenciamento de exploração mais eficientes. Nesse sentido, a agricultura inteligente está fortemente relacionada a três campos de tecnologia interconectados abordados por:

  • Sistemas de Gerenciamento de Informação: Sistemas planejados para coletar, processar, armazenar e disseminar dados na forma necessária para executar as operações e funções de uma fazenda.
  • Agricultura de Precisão: Gerenciamento da variabilidade espacial e temporal para melhorar os retornos econômicos após o uso de insumos e reduzir o impacto ambiental. Inclui o Sistemas de Suporte de Decisões (Decision Support Systems – DSS) para o gerenciamento de toda a fazenda, com o objetivo de otimizar os retornos das entradas, preservando os recursos, possibilitados pelo amplo uso de GPS, GNSS, imagens aéreas por drones e a última geração de imagens hiperespectrais fornecidas pelos satélites Sentinel, permitindo a criação de mapas da variabilidade espacial de quantas variáveis ​​puderem ser medidas (por exemplo, rendimento da colheita, características / topografia do terreno, conteúdo de matéria orgânica, níveis de umidade, níveis de nitrogênio, etc.).
  • Automação Agrícola e Robótica: O processo de aplicação de robótica, controle automático e técnicas de inteligência artificial em todos os níveis da produção agrícola, incluindo farmbots e farmdrones.

Os aplicativos de Agricultura Inteligente não visam apenas grandes explorações agrícolas convencionais, mas também podem ser novas alavancas para impulsionar outras tendências comuns ou crescentes nas explorações agrícolas, como a agricultura familiar (espaços pequenos ou complexos, culturas e / ou gado específicos, preservação de alta qualidade ou variedades particulares,…), agricultura biológica e melhorar uma agricultura muito respeitada e transparente, de acordo com o consumidor, a sociedade e a consciência do mercado. A Agricultura Inteligente também pode oferecer grandes benefícios em termos de questões ambientais, por exemplo, através do uso mais eficiente da água ou otimização de tratamentos e insumos.